Total de visualizações de página

domingo, 25 de julho de 2010

Serra:só reproduzi o que a imprensa fala sobre PT e Farc


O candidato à presidência da República pelo PSDB, José Serra, comentou neste sábado (24), no interior do Paraná, a declaração do presidente Luiz Inácio Lula da Silva que criticou o tucano em um evento em Pernambuco na noite da última sexta-feira (23). Lula classificou as declarações de Serra sobre o PT e as Farc de "boabagens" e disse que nem mesmo o tucano acredita que os petistas teriam ligaçãoes com a guerrilha colombiana. "Eu não afirmei, apenas reproduzi o que a imprensa tem informado em profusão e até agora não foi desmentido", disse Serra.

Serra visitou Paranavaí e esta é a terceira passagem do candidato pelo Paraná, após o anúncio de sua candidatura. Ele já esteve em Londrina e em Curitiba, onde realizou uma passeata pelas ruas do centro da capital paranaense com o candidato do PSDB ao governo do Estado, Beto Richa. Antes de ir para Paranavaí, ele ainda gravou depoimentos na cidade de Colombo, na região metropolitana de Curitiba, para o programa eleitoral na TV.

Durante seu roteiro, Serra anunciou que, se eleito, vai implantar o Programa de Ensino Técnico (Protec), que criaria um milhão de vagas para estudantes nos quatro anos de governo. Serra disse que há pouca oferta de vagas no País e que o ensino técnico é essencial para o crescimento do Brasil. No seu discurso, Serra revelou aos paranaenses que pretende investir na área da saúde. Uma das ações nesse setor seria a construção de ambulatórios de medicina especializada.

Serra não comentou a pesquisa Datafolha divulgada hoje sobre as intenções de voto nas eleições deste ano. Ele disse que pesquisas são divulgadas quase todos os dias e que não iria comentar cada uma delas. Serra e a candidata Dilma Rousseff (PT) aparecem em empate técnico, segundo o levantamento Datafolha.

Em 30 dias, é a terceira vinda de Serra ao Paraná. "Aqui me sinto em casa e voltarei mais vezes, junto com o Beto, um homem preparadíssimo para governar o Estado. Com o Beto, vamos formar uma dupla, de presidente e governador, como o Paraná nunca teve", afirmou Serra, em dicurso na praça central de Alto Paraná.

Para ele, o apoio que recebe no Paraná mostra que os brasileiros querem mais: querem avançar. "O Brasil pode mais, principalmente em áreas que interessam muito aos paranaenses, a segurança a saúde e a educação", disse.

Nenhum comentário: