Total de visualizações de página

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Para aperfeiçoar a educação,professores precisam ser valorizados,diz Serra

O aperfeiçoamento da educação no país deve incluir o treinamento e a valorização dos professores, segundo o candidato à Presidência da República pela coligação O Brasil Pode Mais (PSDB, DEM, PPS, PTB e PT do B), José Serra. “A educação tem problema no Brasil inteiro. Não adianta só o trololó, ficar falando isso e aquilo”, disse o candidato, que passou o dia de hoje (8) no Rio de Janeiro.

Serra analisou ainda os resultados do Índice Nacional do Ensino Básico (Ideb), divulgados no começo deste mês pelo Ministério da Educação. Os dados mostram que o índice no ano passado foi de 4,6 para os anos iniciais do ensino fundamental, meta prevista para 2011. Em 2007, o Ideb foi de 4,2, meta projetada para 2009.

“A educação tem problema no Brasil inteiro”, afirmou o ex-governador de São Paulo. “Fiquei muito satisfeito porque no período em que eu fui governador o exame do Ideb deu São Paulo como a maior melhora do Brasil. É uma tarefa muito difícil”, disse ele, enquanto caminhava pelo bairro de Bangu, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Pelo Plano de Desenvolvimento da Educação em vigor, a meta é que o Brasil atinja a nota 6 no Ideb até 2022 - média que corresponde a um sistema educacional de qualidade comparável à dos países desenvolvidos.

“O governo federal tem que mergulhar nisso. Não adianta só o trololó, falando isso e aquilo. Para melhorar, temos que valorizar os professores e o seu treinamento, o aprendizado na sala de aula”, disse Serra. Ele fez hoje corpo a corpo no Rio de Janeiro na companhia do vice na sua chapa, deputado Índio da Costa (DEM-RJ).

Nos últimos dias, Serra foi ao Rio, São Paulo, Jundiaí e Campinas (no interior paulista) e Curitiba. Amanhã (9) ele pretende passar o dia entre Vitória e Vila Velha, no Espírito Santo. Também vai fazer corpo a corpo nas duas cidades.

Vladimir Platonow
Agência Brasil do Rio de Janeiro

Nenhum comentário: