Total de visualizações de página

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

José Serra inaugura mais três obras do Onda Limpa







Serra entrega estações em Praia Grande, Mongaguá e Itanhaém que integram o maior investimento de saneamento do litoral


O governador José Serra entrega nesta sexta, 26, mais três obras do Programa Onda Limpa - uma Estação de Precondicionamento (EPC) em Praia Grande e duas Estações de Tratamento de Esgotos (ETEs), uma em Mongaguá e a outra em Itanhaém. As estações fazem parte do maior programa de saneamento brasileiro no litoral, o Onda Limpa, com investimento de R$ 1,9 bilhão entre Baixada Santista (R$ 1,4 bilhão) e litoral Norte (R$ 500 milhões). Na semana passada, o governador inaugurou os sistemas de saneamento de Santos, Bertioga e Guarujá. Em breve, serão entregues estações em Peruíbe e Cubatão.

“Isso melhora a qualidade das praias, melhora o turismo, valoriza as propriedades aqui, o que é bom, e transforma a praia grande num balneário turístico mais sólido, mais adequado. Isso é bom para quem tem suas casas aqui e é bom para a população que precisa de emprego, porque isso também gera bastante emprego”, comemorou o governador.


Com o Programa Onda Limpa, o índice de coleta de esgoto na Baixada Santista saltará de 53% para 95%, com 100% de tratamento do coletado. O processo ocorrerá de forma gradativa até 2011. No litoral Norte, a coleta sobe de 35% para 85%, também com 100% de tratamento da quantidade coletada.

Com a entrega das obras de precondicionamento e tratamento desta sexta, toda a infraestrutura para tratar os esgotos está concluída. A partir de agora, haverá a conexão de esgotos às redes para que os índices de coleta e tratamento aumentem de forma gradativa até a conclusão do programa.

O Onda Limpa inclui, na Baixada Santista, 7 ETEs, duas EPCs, a construção de um emissário submarino na Praia Grande e a ampliação de outro em Santos. No litoral norte, são 15 ETEs, uma EPC e um emissário submarino em Ilhabela, além de redes e demais instalações para coleta de esgoto em ambos.

O programa vai permitir uma melhora considerável na balneabilidade das praias de todo o litoral, beneficiando 1,6 milhão de moradores e 1,35 milhão de turistas na Baixada Santista e 306 mil habitantes e 280 mil turistas no litoral Norte. O programa começou a ser posto em prática em 2007, já projetado para acompanhar o crescimento das cidades e atender por três décadas as populações fixa e flutuante dos nove municípios do litoral Sul e dos quatro do Norte.

O Onda Limpa proporcionou a criação de 80 mil empregos diretos e indiretos, além de trazer ganhos sociais para toda a população, como redução dos índices de mortalidade infantil e de internações por doenças de veiculação hídrica, recuperação de rios e córregos e desenvolvimento social e ambiental das regiões atendidas.


Mambu Branco
Além das obras de esgotamento sanitário, os municípios do litoral Sul também serão contemplados no próximo ano com a inauguração do sistema de abastecimento de água, o sistema Mambu Branco, localizado em Itanhaém. São R$ 300 milhões de investimento com benefício de 1,2 milhão de pessoas entre moradores e turistas.


Fonte: Sabesp

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Eleitores preferem Serra para Presidente do Brasil


Governador de SP pode vencer no 1º turno se PSB não apresentar candidato

Brasília (18) - Pesquisa Ibope, realizada entre 6 e 9 de fevereiro, reforça a tendência revelada em levantamentos anteriores e mostra que o governador José Serra (SP) continua como o preferido dos eleitores brasileiros nas eleições deste ano.

Neste levantamento, encomendado pela Associação Comercial de São Paulo, Serra é o preferido de 36% dos entrevistados, enquanto 25% optam por Dilma Rousseff, candidata oficial do governo petista. Em terceiro lugar está Ciro Gomes (PSB) com 11%, seguido da senadora Marina Silva (PV), 8%.

A pesquisa mostra que, mesmo sem campanha, mesmo respeitando a Lei eleitoral, mesmo sem comícios por todo o Brasil, o governador de São Paulo abre 11 pontos percentuais no 1º turno, diferença que sobe para 13% quando Ciro Gomes segue a tendência de sair da disputa. Nesse caso, o nome do PSDB venceria a eleição já no primeiro turno, por 41 a 28% dos votos válidos.

O líder do PSDB na Câmara, deputado João Almeida, avalia que o resultado não traz nenhuma novidade. "Essa é mais uma pesquisa que comprova o que todos nós estamos cansados de saber: Serra é o favorito", afirma.

Segundo o deputado, os resultados "jogam um balde de água fria" na candidatura oficial, em franca campanha, além de desmistificar a tentativa de passar para os eleitores que os dois estariam empatados tecnicamente.

No eleitorado feminino, a candidata também não consegue decolar. Mesmo sem o candidato do PSB na disputa, a candidata oficial tem apenas 24% de votos entre as mulheres, enquanto Serra tem 41% .

Para a senadora Marisa Serrano (MS), a pesquisa desmente uma tese, infundada, do PT, de que as mulheres teriam dificuldades em votar no PSDB. "Os números revelam a preferência do eleitorado feminino por Serra. Isso é questão de competência, não de machismo. As mulheres sabem que Serra é o mais preparado", afirma. "A pesquisa é boa, pois mesmo sem fazer campanha, Serra continua liderando. Vai ser uma boa disputa, se a justiça garantir igualdade de direitos".

O Ibope mostra outros números relevantes, como, por exemplo, que 64% dos brasileiros querem mudanças. Ainda segundo o Ibope, Serra é o mais conhecido do eleitor, 75% disseram conhecê-lo. E, apesar dessa alta popularidade, o governador ainda apresenta potencial de crescimento: 53% dos entrevistados afirmam que com certeza votariam nele para presidente ou que poderiam votar. Além disso, Serra tem a seu favor o menor índice de rejeição: 29%.

"As pesquisas são claras, não mentem. Serra é o único candidato preparado", afirma o deputado Antonio Pannunzio (SP),lembrando a superexposição que o governo promove à sua candidata e o fato do governador paulista sequer ter anunciado a candidatura. "O resultado prova que o nome de Serra é o único consolidado", diz Pannunzio (SP).

Para a realização da pesquisa, o Ibope ouviu 2.002 eleitores em 144 municípios em todo o país. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Enviado por:PSDB, Executiva Nacional

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Serra lança o programa Praia Acessível na Baixada Santista






Cadeira de rodas anfíbia auxilia pessoas com deficiência na praia
"O Programa Praia Acessível visa facilitar o acesso de pessoas com deficiência física ao mar. A secretaria que cuida do deficiente físico projetou uma cadeira especial para isso, que não afunda na areia, que flutua e que precisa, naturalmente, de uma acompanhante", disse José Serra. “O programa vai funcionar inicialmente na Ilha Bela, em Santos e na Praia Grande. E pouco a pouco, em todas as praias. No limite, vamos entregar mil cadeiras – cem até a semana que vem. Esse é um programa que começou em dezembro, quando tivemos a idéia. Ele é mais um aspecto da grande batalha que estamos fazendo em São Paulo para dar as pessoas com deficiência melhores condições de vida e cidadania”, completou o governador.

Entre os dias 15 de fevereiro e 31 de março, a Secretaria disponibilizará cadeiras de rodas anfíbias nas cidades de Santos, Praia Grande e Ilha Bela. O serviço ficará disponível de terça-feira a domingo, das 9h às 17h. Em Santos, o posto de atendimento ficará no Canal 3; em Ilha Bela, na Praia do Perequê, próximo à Rua Armando da Silva Pinto, e em Praia Grande em frente à estátua do Netuno entre as Avenidas Vicente de Carvalho e Avenida Oceânica Amabile. Para utilizar as cadeiras de rodas, é necessário apresentar os documentos do usuário e acompanhante, além de preencher um Termo de Responsabilidade. O serviço fica disponível em função da boa condição do mar.

Para atender a demanda, cada posto irá contar com uma equipe de três pessoas, as quais irão orientar e auxiliar a entrada e saída do mar com as cadeiras de roda anfíbias. O equipamento só pode ser utilizado com acompanhamento facilitador ou acompanhante, independentemente da condição física do usuário. A cadeira possui rodas largas para evitar o afundamento na areia e dispõe de uma barra para auxiliar a movimentação na areia ou entrada e saída da água.

Após diversos testes com o protótipo da cadeira, a Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência pretende, em um primeiro momento, encomendar 100 equipamentos, que serão entregues aos municípios litorâneos.

Os critérios para os municípios receberem a cadeira de rodas anfíbia ainda serão definidos pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência. O primeiro item é a praia oferecer condições mínimas de acessibilidade, rampas, piso tátil, vagas específicas, banheiros acessíveis e postos de salvamento.

O país tem hoje 24,5 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência. Esse número representa 14,5% da população brasileira.

Da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência
*http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/lenoticia.php?id=207841&q=Governador+lan%E7a+o+Programa+Praia+Acess%EDvel