Total de visualizações de página

terça-feira, 11 de maio de 2010

Câmara conclui votação do ficha limpa sem alterações


Luciana Cobucci
Direto de Brasília


Os deputados federais rejeitaram, na noite desta terça-feira, sete destaques do projeto Ficha Limpa. Com isso, o texto original segue para o Senado Federal e, se não sofrer alterações na Casa, será enviado para sanção presidencial. Ao todo, sete destaques foram rejeitados, além de dois retirados pelo Democratas. A votação dos destaques era o que faltava para concluir a discussão da matéria na Câmara.

A maior polêmica em torno do projeto é se ele vai valer já para as próximas eleições. A decisão fica a cargo do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Na sessão desta terça-feira, além dos sete destaques rejeitados e dos dois retirados, outros seis tiveram parecer contrário à sua aprovação. O destaque mais polêmico foi rejeitado por 350 votos a favor, dois contra e duas abstenções, e previa a exclusão do texto original os crimes contra o meio ambiente e a saúde pública, que tornam o candidato inelegível por oito anos.

O deputado Índio da Costa comemorou a rejeição dos destaques: "Isso é uma vitória para cada um dos brasileiros e eu fico muito feliz de ter servido de instrumento para poder aprová-lo na Casa", disse.

O presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer (PMDB SP) ressaltou a rapidez da votação, que durou menos de duas horas em razão de acordo feito entre os parlamentares: "Câmara vive grande momento com o Ficha Limpa. Sem um Legislativo forte, a iniciativa popular não teria curso. É um exemplo de democracia", afirmou.

Nenhum comentário: